Algo faria você mudar de crença?

Esta é uma questão importante. Muitas pessoas têm crenças das quais jamais abririam mão, desde teorias conspiratórias a religião. Quem discorda de mim poderia presumir que eu sou altivo em minhas posições e que também seria inflexível. Será?

Quero deixar bem claro que eu estou sempre disposto a reavaliar minhas crenças. Não só isso, mas eu tenho um padrão bem baixo para o nível das razões para que eu mude de opinião. Por exemplo, algumas pessoas têm certeza de que eu vou para o inferno por não só não acreditar no(s) deus(es) cristão(s), mas por abertamente dizer que, se ele existir, é um ser imoral, imbecil e digno de que eu mande ele pastar se um dia encontrá-lo. E eu estou disposto a reavaliar isso, mas os critérios para isso são bem claros.

Para que eu vá para o inferno, é preciso que eu tenha uma alma. Não só que eu tenha uma “existência transcendente”, mas que essa alma seja essencial para meu processo de decisão. Se não fosse, seria o mesmo que condenar meu dedo por eu ter pego algo: não foi o dedo que decidiu pegar, foi minha mente. Não só isso, mas é preciso que eu possa experimentar sofrimento sem que meu corpo participe do processo. Claro, estou considerando uma versão de pós-vida, em que meu corpo é descartado para apodrecer.

Que tipo de razão e evidência eu aceito para demonstrar que eu tenho uma alma? Simples:

  1. Demonstre que existe algum processo de decisão em que o cérebro não participa. Pode ser ressonância magnética, eletroencefalograma, qualquer meio de medição que não detecte atividade mental durante um processo de decisão — mas detecte atividade cerebral consistentemente.
  2. Demonstre que a sensação de dor não está correlacionada com a liberação de substâncias químicas no sistema nervoso nem a transmissão de sinais elétricos ou químicos de onde a dor é infligida para o cérebro.

É simples. Os equipamentos para se medir atividade cerebral existem e são amplamente usados. Basta usá-los para gerar a evidência. Sem evidência de que eu tenho uma alma, como poderia acreditar em qualquer deus ao qual é atribuída qualquer ação pós-morte, incluindo condenação ou recompensa eterna e reencarnação?

E você? Que tipo de razão ou evidência pode ser dada para que reconsidere suas crenças? Se alguma for apresentada, você tampará os ouvidos e chamará de tentação?

Anúncios

Uma resposta para Algo faria você mudar de crença?

  1. Pingback: O problema da separação | Prazer, Henrique

Quer dizer algo sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s